quinta-feira, 21 de junho de 2018

Projeto Guri comemora o Dia da Música em evento aberto na Praça do Teatro Municipal






O Projeto Guri de Marília realizará neste sábado, 23 de junho, a partir das 09h na Praça do Teatro Municipal (Av Rio Branco), uma apresentação especial em comemoração ao Dia da Música.

O evento contará com apresentações dos alunos do Polo Marília, com suas composições e músicas escolhidas por eles, e em especial com a 5ª Mostra de Cordas Friccionadas composta por Violinos, Viola de Arco, Violoncello e Contra Baixo Acústico.

No mundo inteiro, o dia 24 de junho é tradicionalmente celebrado como Dia da Música. Pela segunda vez o Projeto Guri – maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo e em Marília com parceria com a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria da Cultura irá comemorar a data.

Para André Gomes Pereira, Secretário Municipal da Cultura, “é uma honra fazer parte da história do Projeto Guri em Marília como apoiador deste Polo, que oferece com qualidade aulas gratuitas, de diversos instrumentos musicais, para centenas de crianças e adolescentes. Essa formação musical é importante ferramenta de transformação pessoal e social. Através de apresentações como esta podemos observar os frutos deste projeto”, disse André.

Segundo Polyana Gatto, coordenadora do Polo Regional do Guri de Marília, o Projeto Guri atende atualmente 563 crianças, divididas em 20 cursos, sendo este o maior programa gratuito que existe em Marília para ensino musical.  

 “A proposta do evento é estimular a autonomia e a participação ativa de alunos e alunas do Projeto Guri, por meio da música, dando voz a crianças, adolescentes e jovens – incentivando o exercício da cidadania e a livre expressão. Com certeza será um lindo evento e nossos guris e gurias brilharam, como sempre”, concluiu Polyana.





Texto: Secretaria da Cultura / Comunicação
Fotos: Divulgação



Teatro Municipal recebe Concerto Schumann e Schubert neste domingo



Neste domingo, 24, às 19h, o Teatro Municipal recebe o Concerto Shumann e Schubert, apresentando Originale Quarteto, Rubens de Donno e Otto Pintiaski, com repertório inédito na região. 

O evento é realizado pela Secretaria Municipal da Cultura e Associação Amoclássicos. A entrada é 01 hidratante corporal ou fralda geriátrica, que será revertido para instituições de idosos.

Para o Secretário da Cultura, André Gomes Pereira, o objetivo de trabalho é promover e incentivar eventos e ações em todas as linguagens artísticas.

“Realizar um Concerto como este é uma importante iniciativa para democratizar o acesso à música clássica. Há falsa premissa de que determinadas linguagens artísticas são para determinados públicos; a arte é para todos os públicos. Essa ideia de que pobre não gosta de música clássica é preconceituosa, e nós iremos combater isso oportunizando o acesso de todos os públicos a todas as expressões artísticas”, disse o Secretário.

Otto Pintiaski:

É pianista, organista, compositor e regente. Bacharel em Piano pela ECA/USP, na classe de Gilberto Tinetti. Vencedor do “Concurso Estímulo” da Secretaria da Cultura do Estado de SP e do Concurso Jovens Solistas da OSESP. Foi professor nos Festivais de Prados. Foi solista com as orquestras Sinfônica do Estado de São Paulo e Sinfônica de Porto Alegre.

Fez a primeira audição mundial da obra “Velhos hinos cantados de novo” de Willy Correa de Oliveira, no Festival Música Nova. Apresentou-se na TV Cultura e Rádio Cultura AM, e em várias salas de concerto pelo Brasil.

Rubens de Donno: 

É Bacharel em Música com Habilitação em Instrumento (Contrabaixo) pela ECA/USP. Contrabaixista da Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo desde 2009, onde é solista e chefe de naipe. Foi primeiro contrabaixo na Orquestra do Theatro Municipal de São Paulo e professor concursado na EMESP “Tom Jobim”.  Foi solista na estreia mundial da obra “Dreams”, de Cláudio Bertrami, para contrabaixo e orquestra, com a Jazz Sinfônica, e da obra “O Corvo”, de George Olivier Toni com a Orquestra do Theatro Municipal de São Paulo.

Originale Quarteto: 

O Originale Quarteto nasceu em São Paulo. É uma formação composta por músicos profissionais experientes e altamente qualificados, preparados para qualquer espécie de repertório, que reúnem em sua formação de cordas as altas exigências da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP), do Theatro Municipal de São Paulo e do Theatro São Pedro.

O grupo tem em sua atual formação Heitor Lotti (1º violino), Karen Crippa dos Santos (2º violino), Elisa Monteiro (viola) e Jin Joo Doh (violoncelo).

Heitor Lotti (violino) -  Formado pelo Conservatório Tchaikovsky de Moscou, após cursar Música na ECA/USP. Foi bolsista no Festival de Inverno de Campos do Jordão, aluno do Conservatório Musical Mário de Andrade, solista e camerista nos Festivais de Prados/MG. Violinista titular da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo entre 2000 e 2011, sob direção artística de John Neschling, Roberto Minczuk, Yan Pascal Tortelier e Marin Alsop. Participou de vários concertos camerísticos e foi solista da Orquestra Sinfônica de Campinas e da Orquestra Sinfônica da USP. Apresentou-se na Orquestra Sinfônica da USP, Orquestra Sinfônica Brasileira, Orquestra Sinfônica do Teatro São Pedro, Orquestra de Santos e Orquestra do Grande Salão do Conservatório de Moscou. Conquistou o 1° lugar em música erudita no Concurso NASCENTE, foi semifinalista do Concurso Internacional Eldorado. Participou de muitos festivais, tournées e master classes pelo estado de SP e interior. Com a OSESP fez tournées pela Europa, América do Norte e América Latina. Apresentou-se em concertos internacionais em várias cidades da Rússia, Itália, Iugoslávia e Romênia. 

Karen Crippa dos Santos (violino) Aluna de Paulo Paschoal, Nelson Rios, Bruce Mack, Emmanuele Baldini e Pablo de Leon. Frequentou a Escola Municipal de Música, Centro de Estudos Tom Jobim (ULM), Instituto Baccarelli e Academia de Música da OSESP. Participou dos Festivais de Prados/MG, Campos do Jordão e Música nas Montanhas, além de ter participado em várias masterclasses oferecidas pela Fundação OSESP, Instituto Baccarreli e Mozarteum Brasileiro. Atualmente é professora na Escola de Musica Abda e professora de violino no Instituto Hatus. Atuou em várias orquestras, entre elas a Orquestra Municipal de Jundiaí, Orquestra Sinfônica Brasileira, Filarmônica de Minas Gerais, Amazonas Filarmônica, Sinfônica de Mato Grosso, Sinfônica de Belém do Para, Orquestra do Teatro São Pedro, Orquestra Experimental de Repertório, Orquestra de Câmara da USP, Sinfônica Heliópolis (chefe de naipe e spalla) e Sinfônica de Barueri (spalla). Apresentou-se na Alemanha, na Holanda e na Inglaterra. 

Elisa Monteiro  (viola) Cursou Regência na ECA/USP, passando ao curso de Bacharelado em Instrumento. Integrou a Orquestra Jovem do Estado de São Paulo, Orquestra de Câmara da USP, Orquestra Experimental de Repertório, OSESP (entre 2007 e 2012) e Orquestra Municipal de São Paulo (2013). Participou dos festivais de Londrina, Poços de Caldas, Campos do Jordão e Curitiba. Foi bolsista do Projeto ACADEMIA da Orquestra Sinfônica da USP, selecionada para participar da Orquestra Jovem das Américas. Foi aluna de João Maurício Galindo e Renato Bandel. Foi bolsista da Northern Illinois University, sob a orientação de Richard Young e integrou a Orquestra Internacional do Instituto Attergau. Desde 2007 participa das turnês internacionais (Jeunesses Musicales) da World Orchestra, pela Europa, China e África do Sul (onde foi spalla das violas). Participou de espetáculos teatrais, inclusive gravando trilhas sonoras. Atualmente trabalha como freelancer em Música e Artes Visuais. É membro do Quadril - Quarteto de Cordas, e se dedica preferencialmente à música de câmara. 

Jin Joo Doh  (violoncelo) Nascida em Busan, Coreia do Sul, Jin Joo Doh cresceu em Seul. Iniciou os estudos musicais com seus pais e optou pelo cello aos 9 anos. Vencedora de diversos concursos nacionais em seu país, tornou-se bacharel em música pela Seoul National University, onde estudou com Young-Sook Yun. Concluiu o mestrado em música e diploma de profissional studies no Mannes College of Music, em Nova York, sob a orientação dos professores Timothy Eddy, Felix Galimir e Julius Levine. Estudou para doutorado pelo College Conservatory of Music da Universidade de Cincinnati, onde estudou com Yehuda Hanani e música de câmara com Peter Oundjian. Apresentou-se como solista ao lado da Busan Philarmonic e da CCM Concert Orchestra. Desde 2001 faz parte da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – OSESP. Durante este período desenvolveu uma intensa agenda de atividades com a OSESP, como séries de música de câmara, gravações e turnês internacionais. 

Programa:


OTTO PINTIASKI: Três movimentos das “Sete Peças para Quarteto de Cordas” 
I Allegro
II Moderato
V Presto

FRANZ SCHUBERT : Quinteto para piano e cordas D667, “Die Forelle” - A Truta 
I Allegro Vivace
II Andante
III Scherzo: Presto
IV Tema com Variazone: Andantino
V Finale: Allegro Giusto

ROBERTO SCHUMANN: Quinteto para piano e cordas, OP.44
I Allegro Brillante
II In Modo D’uma Marcia.Un Poco Largamente
III Scherzo: Molto Vivace
IV Finale: Allegro Ma Non Troppo







Texto: Comunicação Secretaria da Cultura

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Música, Cultura e Arte na Feira! 🎵🎶🎤

Nesta quinta-feira (21), os Abençoados estarão na Feira Noturna Pôr do Sol, com o melhor do forró, arrasta pé e baião.

"Os abençoados" é um grupo de amigos que se conheceram em um clube de Terceira Idade e combinaram seus talentos musicais para levar animação aos bailes da cidade de Marília.

A Feira Noturna Pôr do Sol fica na Avenida das Indústrias. 


Cultura faz parceria com o Senac no Programa Arteterapia da Biblioteca



A Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria Municipal da Cultura, firmou parceria com o Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) através do curso de Maquiador.

Nesta segunda-feira (18) à tarde a supervisora do Senac Marília, Cristiane Tinetti, e a professora do curso de Maquiador, Carolina Montoro, estiveram na Biblioteca Municipal “João Mesquita Valença”, que fica na rua São Luiz, 1.295, esquina com a rua São Carlos, acompanhando sete alunas na sessão do Programa Permanente de Arteterapia, que acontece toda segunda-feira, a partir das 15h, no Piso 1 da biblioteca.

Em contrapartida, no dia 2 de julho, o Senac estará enviando novamente as alunas para fazer fotos e maquiar os alunos da Arteterapia, já que dia 1º de agosto haverá uma exposição destas fotos.

“O Senac veio conhecer o Programa de Arteterapia porque os alunos do curso estão fazendo um Projeto Integrado com a comunidade, desenvolvendo as habilidade e técnicas aprendidas durante o curso, com o objetivo de praticar atividades da vida real”, disse a professora Carolina.

A supervisora do Senac, Cristiane Tinetti, agradeceu à receptividade. “O nosso objetivo é estimular terapias alternativas e, como o Senac já tem parceria com a Biblioteca Municipal, pedimos para participar do grupo de Arteterapia. Fomos prontamente atendidas pela equipe da biblioteca, que nos abriu as portas. Só temos que agradecer pelo acolhimento e temos certeza que será de grande proveito para os nossos alunos.”

O PROGRAMA ARTETERAPIA

A Arteterapia, um dos programas permanentes da Biblioteca Municipal de Marília, é ministrada pelo professor Sérgio Eduardo Alves de Souza e já está na 2ª turma. Teve início no ano passado com 12 alunos, sendo que três deles tiveram a formação total.

Este ano começou em abril com 15 alunos e atualmente nove continuam participando das sessões, que são semanais e duram cerca de duas horas. A faixa etária dos participantes vai de 20 a 70 anos.

O professor Sérgio explicou como funciona o programa. “A Arteterapia é um programa de motivação, através de trabalhos artísticos com a própria terapia. O objetivo é mexer na essência humana e trazer o que há de melhor em cada pessoa. A gente utiliza vídeos, músicas e trabalhos artísticos, como pinturas e desenhos, usando vários tipos de materiais, como tinta, lápis de cor, giz pastel e colagem. E estamos plenamente satisfeitos, pois constatamos a melhora da autoestima e da autoconfiança dos nossos alunos a cada sessão. Estou muito grato a toda equipe da biblioteca que nos dá todo suporte para o desenvolvimento do programa.”

A chefe da Biblioteca Municipal, Rosane Fagotti Voss, também se mostrou satisfeita com o Programa de Arteterapia. “Fui procurada pelo professor Sérgio que nos apresentou o projeto e, após analisá-lo, decidimos implantá-lo na nossa biblioteca. E está indo muito bem, fazendo com que as pessoas melhorem a autoestima e desenvolvam suas habilidades. Parabenizo o Sérgio pelo trabalho e a biblioteca está de portas abertas para receber novos projetos que beneficiem o ser humano como um todo.”





Fotos: Pedro Teixeira/Secretaria da Cultura

Secretaria da Cultura apresenta o filme “2 Coelhos” na Sessão Pontos MIS desta semana




A Secretaria Municipal da Cultura, em parceria com o Museu da Imagem e do Som exibe nesta sexta, dia 22 de Junho, às 20 horas na Sala de Projeção Municipal "Emílio Pedutti Filho", o filme “2 Coelhos”, dentro do Programa "Pontos MIS". A entrada é gratuita.

O filme tem direção de Afonso Poyart e tem no elenco os atores Caco Ciocler, Alessandra Negrini, Róbson Nunes, Fernando Alves Pinto, Marat Descartes, entre outros.  A classificação indicativa é de 16 anos.

A Sala de Projeção fica no piso superior do Centro Cultural - Av. Sampaio Vidal, 245 (antigo prédio da Biblioteca Municipal - entrada pelo Museu de Paleontologia).

SINOPSE:

Edgar (Fernando Alves Pinto) encontra-se na mesma situação que a maioria dos brasileiros: espremido entre a criminalidade, que age impunemente, e a maioria do poder público, que só age com o auxilio da corrupção.

Cansado de ser vítima desta situação, ele resolve fazer justiça com as próprias mãos e elabora um plano que colocará os criminosos em rota de colisão com políticos gananciosos.

PROGRAMA PONTOS MIS

“Pontos MIS” é um programa de circulação e difusão audiovisual que visa promover a formação de público e a circulação de obras do cinema. Estabelecendo parcerias para criar pontos de difusão audiovisual espalhados pelo Estado. O programa é uma parceria entre o Museu da Imagem e do Som - MIS e as cidades do Estado.






Texto: Comunicação Secretaria da Cultura
Fotos: Divulgação

segunda-feira, 18 de junho de 2018

“Arena Marília” reúne cerca de 500 torcedores no primeiro jogo do Brasil na Copa



Um sucesso. Esse foi o sentimento dos organizadores do 1º Arena Marília, promovido pela Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria Municipal da Cultura.

No primeiro jogo do Brasil na Copa cerca de 500 torcedores compareceram no terreno da avenida Vicente Ferreira, em frente ao Dallas Auto Posto. A entrada foi gratuita. O próximo jogo é na sexta-feira, dia 22 às 9h.

 “Foi um sucesso nosso evento. Nunca a Prefeitura de Marília tinha disponibilizado uma estrutura dessas. A ideia é para que nos próximos eventos desse nível nós possamos levar essa estrutura para outras áreas de Marília. Vamos fazer um teste e ver a receptividade da população”, disse o prefeito Daniel Alonso.

A estrutura do evento contou com um telão Led 4×4, mesas e cadeiras, banheiro químico, espaço kids com área de recreação, shows musicais e praça de alimentação.


O próximo jogo – Brasil x Costa Rica - será nesta sexta-feira (22), às 9h, sendo que os portões do local estarão abertos a partir das 8h. Nos dia 27, a Arena Marília estará aberta a partir das 12h, com a partida entre Brasil x Sérvia começando às 15h.

Segundo o secretário municipal da Cultura, André Gomes, a Prefeitura de Marília tomou a iniciativa de realizar o evento para proporcionar à população um espaço de lazer e qualidade para torcer pela seleção brasileira.

“Este é um dos maiores eventos do mundo, de caráter democrático e de grande expressão e mobilização popular. Ultrapassa as crises governamentais, conflitos sociais, enfim, reúne todas as classes sociais para uma só finalidade. O futebol brasileiro é um fenômeno cultural e esportivo e esta interação pública em nossa cidade será uma das opções de lazer para a família, sendo gratuita para toda a população mariliense”, disse André.

Para Luciana Santos, assessora da Cultura, “o povo brasileiro gosta de futebol, um romance histórico presente no nosso DNA, assim como é o samba e o carnaval. Apesar da crise econômica e política que enfrentamos no país, os brasileiros não deixaram de colorir as ruas, decorar os bairros, preparar churrasco para reunir amigos e familiares, para a Copa do Mundo. Queremos reunir uma grande torcida em nossa Arena Marília”, disse.




sexta-feira, 15 de junho de 2018

Seja Digital tem início nesta sexta-feira



Teve início nesta sexta-feira (15/06) a Caravana Seja Digital em Marília, na Rua Amador Bueno - em frente Casa do Pequeno Cidadão 4. O evento conta com tendas temáticas e interativas, de educação e cultura, promovendo a realização de oficinas voltadas ao público infantil.
A Seja Digital é a entidade responsável por gerenciar a transição gradual para a TV Digital no Brasil, que começa em 2015 e vai até 2018.

Em Marília, a Caravana Seja Digital conta com o apoio da Secretaria Municipal da Cultura.
Para adquirir o Kit de conversores gratuitamente, os beneficiários devem estar ligados aos programas sociais do governo federal (Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida entre outros) ligue no número(147)e faça agendamento para retirada e obtenha mais informações.


LOCAIS DE ATENDIMENTO AO PÚBLICO:

15, 16 e 17 de junho: Rua Amador Bueno - em frente Casa do Pequeno Cidadão 4;
22, 23, e 24 de junho: Av Guiomar Novaes 1380 - Santa Antonieta;

29 e 30 de junho e 01 de julho: Rua Sergipe - Praça São Bento);

06, 07 e 08 de julho: Av Durval de Menezes, 1141 - em frente Emef Prof Antonio Moral.







Secretaria da Cultura realiza reforma e melhorias de Posto do Acessa São Paulo






O Posto do Programa Acessa São Paulo localizado no Espaço Cultural "Ezequiel Bambini", localizado na Avenida Sampaio Vidal s/n, passou por uma revitalização e foi reaberto nesta ultima quarta feira, dia 13. O Posto disponibiliza 09 computadores com acesso gratuito a toda população de Marília e Região.

A Prefeitura Municipal de Marília, através da Secretaria de Cultura, investiu na reforma do espaço, buscando melhorar a qualidade no atendimento aos cidadãos que utilizam o Posto, que conta agora com ambiente climatizado, sala ampla com acesso a internet, monitores capacitados e velocidade de conexão de 8Mb.

O serviço é totalmente gratuito e pode ser utilizado para: pesquisas, estudo, impressão de currículos, busca de empregos, impressão de boletos, cursos de EAD, vídeo aulas, aulas de informática para terceira idade, agendamentos do Poupa Tempo entre outros.

Segundo o Secretário da Cultura André Gomes, há uma grande demanda para estes serviços oferecidos pelo Acessa São Paulo. “É grande o número de pessoas que contam com nossos serviços do Acessa São Paulo. Nosso objetivo é melhorar sempre o atendimento e estrutura, para oferecer qualidade à população mariliense”, disse.

Para ter acesso ao posto basta comparecer com um documento oficial com foto (RG, CNH, Reservista etc.) e fazer seu cadastro.

Para mais informações ligue para 3454-2502/3454-7434 falar com Silvério, Ricardo ou Pedro.





Texto: Comunicação Secretaria da Cultura
Fotos: Pedro Matos Teixeira

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Arena Marília: Secretaria da Cultura promove espaço para população assistir aos jogos do Brasil




A Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria da Cultura, promove durante a Copa de Mundo 2018, a Arena Marília -  um espaço para a população assistir aos jogos do Brasil. 

A Arena Marília será montada no terreno da Avenida Vicente Ferreira – em frente ao Posto Dallas. A entrada será gratuita.

A estrutura do evento contará com telão Led 4x4, mesas e cadeiras, banheiro químico, espaço kids com área de recreação, shows musicais e praça de alimentação.

Mesmo em caso de chuva o evento será mantido, pois contará com tendas para proteger o público presente, que poderá chegar antecipadamente ao local para garantir um lugar para sua família ou para sua torcida.

Nos dia 17 e 27, a Arena Marília estará aberta a partir das 12h, sendo que os jogos estão marcados para as 15h. Já no dia 22 o público poderá chegar à partir das 08h, para acompanhar o jogo às 09h.

“A ideia é para que nos próximos eventos desse nível nós possamos levar essa estrutura para outras áreas de Marília. Vamos fazer um teste e ver a receptividade da população”, disse o prefeito Daniel Alonso.

Segundo o secretário da Cultura, André Gomes, a Prefeitura de Marília - através da Secretaria da Cultura tomou a iniciativa de realizar o evento para proporcionar para a população um espaço de lazer e qualidade para torcer pela Seleção Brasileira.

 “Este é um dos maiores eventos do mundo, de caráter democrático e de grande expressão e mobilização popular. Ultrapassa as crises governamentais, conflitos sociais, enfim, reúne todas classes sociais para um só finalidade. O futebol brasileiro é um fenômeno cultural  e esportivo, e esta interação pública em nossa cidade será uma das opções de lazer para a família,  gratuita para toda a população mariliense”, disse André.

Para Luciana Santos, assessora da Cultura, “o povo brasileiro gosta de futebol, um romance histórico presente no nosso DNA, assim como é o samba e o carnaval, apesar da crise econômica e política que enfrentamos no país, os brasileiros não deixaram de colorir as ruas, decorar os bairros, preparar churrasco para reunir amigos e familiares, para a Copa do Mundo. Queremos reunir uma grande torcida em nossa Arena Marília”.




Texto: Comunicação Secretaria da Cultura



quarta-feira, 13 de junho de 2018

BIBLIOTECA VIVA: População aprova e Feira de Troca de Livros tem sucesso de visitas e adesão




Aconteceu  sábado, 09 de junho, a I Feira de Troca de Livros, como parte da programação do projeto Janela Literária, das 9h às 13h, no calçadão em frente à biblioteca, onde foram disponibilizados para troca, mais de 900 livros de diversos assuntos e em ótimo estado de conservação.

O resultado superou a expectativa. Foram trocados 357 livros, sendo que desse total 170 títulos foram encaminhados para o setor de duplicata da biblioteca para serem utilizados em outros projetos, 169 títulos serão inseridos no acervo, 08 brinquedos foram para brinquedoteca da biblioteca e apenas 10 livros foram descartados por estarem desatualizados e mal conservados.

Para o Secretário da Cultura, André Gomes, “a Feira de Troca de Livros é muito importante, pois é mais uma forma de aglutinar leitores em torno da Biblioteca Pública. Além disso, amplia o acervo da Biblioteca e estimula a leitura através da circulação de livros”.

Segundo a Chefe da Biblioteca Municipal, Rosane Fagotti Voss, a população gostou muito da Feira e o movimento foi intenso. “Foi uma manhã muito agradável e foi delicioso ver a alegria e animação dos leitores que vieram trocar seus livros”, destacou.

“Alguns chegaram com sacolas cheias e estavam lá antes do início da feira de trocas. Outros chegaram com uma pequena mala e também caixas. Crianças, orgulhosas, levaram seus livros infantis para trocarem e outras trocaram o seu brinquedo por livros. Jovens chegavam com suas mochilas recheadas com livros de ação e seus gibis. Uma mãe se deliciou quando viu seu filho optar por um livro da Série Vaga-Lume e confidenciou que aprendeu a gostar de ler com aqueles livros que marcaram época”, disse Rosane.

Devido a grande aceitação a Biblioteca já está programando uma nova Feira de Troca de Livro, para o dia 14 de julho, na próxima edição do Programa Janela Literária. 

A Biblioteca Municipal “João Mesquita Valença” fica Rua São Luiz, 1295. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3454-7434.







Texto: Comunicação Secretaria da Cultura
Fotos: Pedro Teixeira

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Espetáculo “As Presepadas de Damião” é destaque deste sábado na Praça da Igreja São Bento






Quando o popular encontra o poético. Assinado pela Damião e Cia. de Teatro, o premiado espetáculo de rua “As Presepadas de Damião” será encenado neste sábado (16/06), às 10h30, na Praça São Bento, em Marília. O evento conta com apoio da Secretaria da Cultura de Marília. A entrada é franca.

É de bom aviso prevenir que, quando se comprometer a assistir a esse espetáculo com nome pomposo, o espectador necessitará colocar a imaginação à prova de fogo. Justificável: a cena será totalmente povoada por tipos da rua, figuras invejadas e temidas, presenças notórias e personalidades religiosas. Afinal, está justamente nesses encontros e desencontros o mote do premiado espetáculo de rua “As Presepadas de Damião”: de como fez fortuna, venceu o Diabo e enganou a Morte com as graças de Jesus Cristo.

Amparada pelo edital Circulação de Espetáculos de Artes Cênicas para a Rua, do ProAC (Programa de Ação Cultural da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo), a turnê batizada de Damião Faz Anos, uma vez que celebra os cinco anos de estreia da montagem, passará por 15 cidades do interior de São Paulo: Araraquara, Birigui, Barretos, Bauru, Campinas, Franca, Itapeva, Marília, Presidente Prudente, Registro, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Sorocaba.

O espetáculo nasceu de uma vontade unânime da trupe: trabalhar na rua. Por meio do diretor da montagem, Mario Santana (falecido em 2018), o grupo conheceu o conto medieval O Ferreiro e a Morte (popularmente reconhecido como O Homem Que Engana a Morte), o embrião da atual montagem. “Tivemos bastante liberdade para alterar essa dramaturgia a nosso bel-prazer. Mantivemos um pouco a estrutura de entrada das personagens, mas o texto e como as coisas acontecem durante o espetáculo foram bastante modificadas nos ensaios. Foi nesse ponto que chegou a necessidade de se apropriar da literatura de cordel e das manifestações populares brasileiras”, destaca o ator Rodrigo Nasser.

Em “As Presepadas de Damião”, a plateia atenta aprecia: o Cavalo-Marinho (Zona da Mata de Pernambuco) e a Folia de Reis (Sudeste). Da primeira, o espectador reconhece a musicalidade, as danças apresentadas, os jogos de palavras, a ponte entre o lírico e o escracho (sagrado e profano), a entrada das figuras numa roda e as próprias personagens, como Capitão (Narrador) e Damião. “A própria corporeidade do Damião está entre essas duas manifestações. Fiz dele um híbrido. Ele tem algo do Mateus, do Cavalo-Marinho, e do Negro, uma das figuras da Folia de Reis. Da Folia, também buscamos algumas estruturas em versos”, conta a atriz Lara Prado.

A história

Inspirada no conto medieval O Ferreiro e a Morte e na mitologia católica, principalmente a oriunda da literatura de cordel, o espetáculo de rua As Presepadas de Damião narra o encontro de um tipo popular com duas figuras ilustres: Menino Jesus e Maria de Nazaré. “Em agradecimento à hospitalidade, Damião recebe a prenda de três pedidos e acaba alterando o ciclo natural das coisas ao impedir que A Morte cumpra sua sentença. Trata-se da saga de um anti-herói, símbolo de todos os sobreviventes de nosso país, que, dia após dia, engana a morte à sua própria maneira”, explica a atriz Fernanda Jannuzzelli.

A trupe

Inspirada pela teatralidade do ator na rua, a Damião e Cia. de Teatro nasceu em 2012, em Barão Geraldo, distrito de Campinas. A partir do olhar apurado de atores egressos do curso de Artes Cênicas da Unicamp, o grupo passou a investigar as manifestações populares do Brasil. Em 2012, após íntima aproximação do Cavalo-Marinho e da Folia de Reis, a trupe estreou o espetáculo As Presepadas de Damião: de como fez fortuna, venceu o Diabo e enganou a Morte com as Graças de Jesus Cristo. Ao longo de cinco anos, o espetáculo arrebatou prêmios em diversos festivais pelo Brasil, entre os quais Festival Nacional de Teatro de Limeira, Festival Internacional de Teatro Universitário de Blumenau e Encontro Nacional de Cultura de Taubaté. Um ano depois, em Estrela da Madrugada: a história de um palhaço apaixonado, o grupo se enveredou pelo universo das pantomimas clássicas e da essência do circo-teatro brasileiro.



SERVIÇO

O quê: Espetáculo de rua As Presepadas de Damião
Quando: Sábado (16/6), às 10h30
Onde: Praça São Bento (Centro, Marília/SP)
Quanto: Entrada franca
Informações: www.damiaoeciadeteatro.com.br